23.3.16

Mulheres e sua imagem

Há mulheres e homens que adoram posar, fazer seus autorretratos, suas selfies. E muito se fala da exploração absurda da imagem hoje, por tantos meios onde se pode expor sua foto. E é inegável que no conteúdo publicitário, revistas, televisão e redes sociais, as mulheres são um grande produto. Assunto delicado que deve ser melhor trabalhado, mas hoje vamos apenas pincelar alguns pontos. 
Primeiro há o lado da escolha, mulheres que escolhem expor seu corpo das mais diversas formas. E, segundo, há o estimulo visual que a mulher causa, usado para atrair, tanto de forma sensual (homens), como o corpo perfeito (mulheres).Tudo gira em torno da imagem, hoje mais do que nunca, da imagem através da fotografia. 


Mulher apoiada em pedra cenográfica | 1879-1885 | Fotografia de Militão Augusti de Azevedo | Acervo Museu Paulista da USP

A questão é que esse direcionamento, de como são vistas as mulheres em posições muito diferentes dos homens, existe praticamente ao mesmo tempo em que a fotografia foi criada. E não só explorando e evidenciando o corpo da mulher, mas sugestionando o seu lugar diante do homem e da sociedade. O homem como chefe, como senhor em sua pose pensada, que representava seu poder, não apenas sobre a casa, a mulher, mas também à igreja e aos escravos negros.  

O pequeno texto da vice diretora do Museu Paulista da USP Vânia de Carvalho, "Poses do 19" nos apresenta uma introdução para o vídeo produzido em 2002, sobre gêneros, faixa etária, poses e objetos cênicos. Tudo isso utilizando imagens do fotógrafo Militão Augusto de Azevedo, com as quais tive a satisfação de trabalhar. 


                                     
                                    Animação "Poses do 19" | Museu Paulista da USP | 2002