4.3.16

Fotógrafa Tina Modotti

Se hoje ser uma mulher com ideias diferenciadas, engajadas politicamente pode acarretar tantas coisas, desde de positivas, a quase sempre negativas, imagina nos anos 30. 
Essa foi Assunta Adelaide Luigia Modotti. Italiana, que viveu em São Francisco, Los Angeles, União Soviética e México, local onde se torna fotógrafa profissional, se envolvendo com movimentos políticos e personalidades, como Frida Kahlo. Suas fotos de cunho político retratam o México pós Revolução. Não por acaso, era filiada ao partido Comunista e chegou a ser expulsa do México por suas atividades, e obviamente por seu trabalho como fotógrafa em jornais de mesmo propósito. 

Auto retrato 1931
Tina Modotti e Frida Kahlo 1928


CURIOSIDADE 


Há um mistério sobre sua morte, em 1942. Oficialmente sofreu um ataque cardíaco dentro de um táxi, na cidade do México, cidade onde decidiu voltar, alguns anos após ter sido expulsa por atividades revolucionárias e comunismo. Há suspeitas de assassinato!    

Menino mexicano campones 1927 

Elisa 1924

Filha de ferroviário 1928

Existe uma forma de fotografar, ou de fazer arte, que denuncia com tanta beleza, que mesmo não tendo conhecimento sobre o assunto, essa imagem simplesmente nos transforma. Na arte em questão, talvez seja a forma mais complexa de fotografar, por isso tais fotógrafos são poucos e se tornam referência atemporal.  


Lendo a notícia 1928

Parada dos trabalhadores 1926

Sombrero 1927

Coleção de fotografias MOMA
Exposição no Brasil FAAP